Ligas Acadêmicas na área da saúde

    Ligas Acadêmicas na saúde

    Como surgiram as Ligas Acadêmicas

    As ligas acadêmicas surgiram no Brasil juntamente com os movimentos estudantis na época da ditadura militar, como espaços de intensa discussão sobre a educação, ciência e mudanças sociais e políticas.

    Atualmente seu contexto se dá num cenário de atividade extra curricular, aproximando os alunos com a pesquisa, extensão e ensino, propiciando ao mesmos o despertar para o interesse por temas de sua predileção, envolvendo teoria, prática e realidade profissional.

     

    O que faz uma liga acadêmica

    É importante ressaltar que as atividades desenvolvidas contribuem para a autonomia e desenvolvimento do raciocínio clínico e científico dos participantes,  viabilizando a troca de experiências.

    Sendo assim, as ligas acadêmicas instigam e mobilizam os acadêmicos no que refere ao desenvolvimento de grupos de estudos sobre temas relevantes à prática profissional.

    Apesar de muito difundida na área da Medicina, podemos ter ligas acadêmicas nos mais variados cursos de Graduação da saúde.

     

    Como montar uma liga acadêmica

    1. Escolher o tema a qual a liga irá representar;
    2. Seleção de membros da diretoria e professor supervisor;
    3. Criação de estatuto e regras gerais do funcionamento ;
    4. Critérios de seleção de discentes para participação (aberto a todos ou processo seletivo);
    5. Divulgação de edital para participação;
    6. Definição dos encontros (cronograma) e temáticas a serem discutidas;
    7. Discussão de participação de eventos e elaboração de artigos científicos.
    8. Elaboração de atas nos encontros cientifícos

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *