Como elaborar Protocolos na área da Saúde

    Protocolos na área da saúde

    Para que servem Protocolos na área da Saúde

    Os Protocolos na área da saúde são registros padronizados de procedimentos, baseado nas melhores evidências científicas e que auxiliam na tomada de decisão do profissional. Eles podem conter vários itens, como a descrição dos cuidados de Enfermagem de acordo com o diagnóstico da clientela.

    Como elaborar Protocolos na área da saúde

    A elaboração dos Protocolos deve seguir as etapas:

    1. diagnóstico da situação da Instituição;
    2. determinação dos assuntos;
    3. estruturação e busca das melhores evidências científicas;
    4. confecção dos instrumentos;
    5. avaliação quanto à sua efetividade.

    Esta atividade deve ser construída em conjunto com vários profissionais, considerando a questão multiprofissional e interdisciplinariedade. Um modelo padrão de protocolo na área da saúde deve listar:

    • Identificação da Instituição
    • Introdução
    • Revisão da literatura
    • Objetivos gerais
    • Área de atuação
    • Responsabilidades
    • Recursos físicos e materiais
    • Fluxogramas
    • Descrição de atividades
    • Resultados e indicadores
    • Notas importantes
    • Referências

     

    Diferença entre Protocolos clínicos e Diretrizes clínicas

    Segundo a orientação da Implantação de diretrizes e protocolos clínicos da ANS, temos como definição:

    Diretrizes Clínicas

    São recomendações elaboradas sistematicamente, para auxiliar profissionais de saúde e pacientes na tomada de decisão em relação às alternativas mais adequadas para o cuidado de sua saúde,prevenção, diagnóstico,tratamento e reabilitação em circunstâncias clínicas específicas. As diretrizes são mais completas e detalhadas.

    Protocolos Clínicos

    São rotinas de cuidados e ações de gestão de um determinado serviço, configurando um conjunto de estratégias pautadas em evidências científicas para orientarem fluxos, condutas e procedimentos para a saúde.

    O desenvolvimento e a implementação de protocolos clínicos ajuda a melhorar a qualidade nas decisões clínicas e a uniformizar condutas, diminuindo a mortalidade e morbidade e aumentando a segurança do paciente.

    Vale ressaltar que vários Protocolos fazem parte do Programa Nacional de Segurança do Paciente e visa prevenir e reduzir a incidência de eventos adversos.

    Referências:

    Implantação de diretrizes e protocolos clínicos da Agência Nacional de Saúde Suplementar.

    Kurcgant, P. Administração em enfermagem.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *