Ensaios clínicos e pesquisas

    Ensaios clínicos

    Quando falamos de pesquisa na saúde, os ensaios clínicos entram em cena. Como eles funcionam?

    O que são ensaios clínicos

    Os ensaios clínicos são estudos com etapas mais avançadas, ou seja, é um grande passo onde são realizados testes em seres humanos após a execução dos testes preliminares, os chamados testes in vitro in vivo (que usam células, tecidos, animais…)

    Este tema vem ganhando relevância na pesquisa, pois temos uma grande demanda mundial na descoberta de tratamentos e cura para a Covid 19. Entretanto, para que algum medicamento ou terapêutica seja utilizada, faz-se necessário testes para garantir sua eficácia e segurança.

    Para a Anvisa, somente os ensaios ou pesquisas clínicas conduzidos no país para fins regulatórios (registro para comercialização), devem ser aprovados antes do início dos estudos. As pesquisas realizadas, exclusivamente, em caráter científico ou acadêmico, sem a finalidade descrita acima, estão dispensadas da autorização da Anvisa, porém, precisam da aprovação de um comitê de ética. 

    Você pode consultar na página da Anvisa todos os ensaios autorizados pela agência até o momento. Em relação à pandemia do coronavírus, foi publicado a Nota Técnica 14/2020, de 22 de abril, a qual reúne uma série de orientações a patrocinadores, centros de pesquisa e investigadores envolvidos na condução de ensaios clínicos:

    ” A pandemia do SARS-CoV-2, o novo coronavírus responsável pela doença Covid-19, exige de todos o compromisso com a saúde pública. E, nesse sendo, a Anvisa se coloca à disposição da comunidade cienfica e do setor produtivo de medicamentos e produtos para saúde no intuito de discutir as propostas de novos ensaios clínicos de forma prioritária e dar suporte para aqueles que já estão em andamento. Assim, a presente nota técnica traz orientações aos patrocinadores, centros de pesquisa e investigadores envolvidos na condução de ensaios clínicos autorizados pela Anvisa e estudos de bioequivalência a fim de viabilizar a condução dos ensaios clínicos no Brasil com a celeridade que o momento exige e garantindo a segurança dos participantes.”

    Fonte: anvisa.gov.br

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *