Montagem da sala cirúrgica e seus principais pontos

    Montagem da sala cirúrgica

    A montagem da sala cirúrgica é uma atividade fundamental atribuída à equipe de Enfermagem no Centro Cirúrgico. A organização e o planejamento nesta atividade envolve o conhecimento do mapa cirúrgico, a dinâmica das cirurgias, os instrumentais utilizados e sua interface junto à Central de Material e Esterilização (CME).

    O mapa cirúrgico nos permite visualizar normalmente o nome e idade do paciente, o procedimento a ser realizado, a equipe médica, o horário, o tipo de convênio e outras observações peculiares que cada serviço dispõe no mapa.

    Partindo destas informações, a sala deve estar preparada com os equipamentos básicos que a compõe e os materiais/instrumentais cirúrgicos que serão usados. Vale lembrar que a manutenção preventiva de equipamentos como ar condicionado, carrinho de anestesia, arcos de raio X, bisturi elétrico, focos e mesa cirúrgica devem ser considerados numa boa gestão em saúde.

    A montagem da sala cirúrgica inclui ainda a disponibilização de insumos básicos como luvas estéreis, luvas de procedimentos, agulhas, seringas, equipos, escovas para degermação, micropore e esparadrapo, soluções antissépticas, soros, fios cirúrgicos, manopla, cubas, recipientes para anatomopatológico, compressas estéreis, lap e aventais estéreis e instrumentais e dispositivos médicos específicos de acordo com cada cirurgia (exemplo: caixa básica, sondas e drenos, lâminas de bisturi, caixa de instrumentais de acordo com a especialidade médica, etc).

    Outros itens na montagem da sala cirúrgica são a verificação e inspeção dos materiais e instrumentais como: data de validade, integridade de embalagem e indicadores de esterilização.

    Vale lembrar que no Centro cirúrgico, devemos ter alguns cuidados específicos para a prevenção de infecção de sítio cirúrgico. Veja quais são estas medidas aqui.

    Além da montagem da sala, ao término da cirurgia devemos organizá-la novamente para o próximo procedimento, executando rotinas no que condiz à limpeza e descontaminação da sala, pensando na segurança do nosso paciente.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *