Queimaduras: primeiros socorros e cuidados

    Queimaduras e regra dos nove

    Conceito de Queimaduras

    As queimaduras são lesões produzidas por agentes térmicos, químicos ou elétricos os quais danificam as células, produzindo respostas que variam de acordo com o tempo de exposição, tamanho da superfície corporal atingida, grau de temperatura e tipo de agente.

    A classificação engloba as de primeiro grau (espessura superficial – apenas epiderme), segundo grau (espessura parcial-superficial e profunda, com flictenas) e terceiro grau (mais profunda, afeta a epiderme, derme e demais estruturas).

    A assistência inicial ao paciente queimado inclui interromper imediatamente o processo da queimadura, remover roupas e adornos e proteger as lesões.

     

    Gravidade das Queimaduras

    Uma queimadura tem sua gravidade acentuada nas seguintes situações: extensão/profundidade maior do que 20% de superfície corporal queimada em adultos ou 10% em crianças, idade menor do que 3 anos ou maior do que 65 anos, presença de lesão inalatória, politrauma e doenças prévias associadas, lesões do tipo química,  traumas elétricos e queimaduras em áreas consideradas nobres como olhos, orelhas, face, pescoço, mão, pé, região inguinal, grandes articulações e órgãos genitais, e queimaduras que atinjam estruturas profundas como ossos, músculos, nervos e/ou vasos.

     

    Regra dos nove queimaduras

    É importante ressaltar que em relação à extensão também há a regra dos nove, onde é atribuído a cada segmento corporal o valor nove ou múltiplo dele (exemplo no adulto: cabeça 9%, tronco anterior e posterior 18% cada…). O cálculo de hidratação, a nível de emergência, é de 2 a 4ml x % da superfície corpórea queimada x peso (kg).

     

    Primeiros socorros queimaduras

    O atendimento ao nível da urgência e emergência inclui avaliação de cada caso, com a verificação das vias aéreas, manter cabeceira elevada, administração de oxigênio, investigação de traumas associados, doenças prévias ou outras incapacidades, avaliação da superfície corporal queimada, manter acesso venoso periférico calibroso, controle da diurese, monitorizações contínuas e cuidados posteriores com curativos de acordo com avaliação médica (limpeza da ferida com água e clorexidina degermante a 2%, curativo oclusivo com atadura ou de tecido sintético contendo algum princípio ativo, gaze absorvente, algodão hidrófilo e atadura de crepe).

     

    Resumo sobre feridas e desbridamento

    Para saber mais sobre a temática de curativos e desbridamento de feridas, acesse nosso E-book Feridas e curativos: resumo sistematizado, disponibilizado gratuitamente para download no nosso portal. Acesse aqui para saber mais.

    Referências: Cartilha para o tratamento de urgências das queimaduras – Ministério da Saúde.

     

     

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *