Definindo o processo de Acreditação hospitalar

    Como funciona a acreditação hospitalar

    O que é Acreditação Hospitalar

    A ideia de busca pela qualidade de processos na área da saúde como a acreditação hospitalar iniciou-se de maneira formal nos Estados Unidos, com a American College of Surgeons, ao elaborar o Hospital Standardization Program. Este modelo de avaliação externa evoluiu e aprimorou-se, surgindo então a Joint Comission on Acreditation of Health Care Organizations, principal programa de acreditação dos Estados Unidos.

    A partir daí, vários países elaboraram modelos próprios de acreditação hospitalar, voltados para as especificidades locais. Em 1989, a Organização Mundial de Saúde juntamente com a Organização Panamericana de Saúde iniciou um movimento de melhoria da qualidade da atenção no continente. Este movimento levou a elaboração no Brasil pelo Ministério da Saúde, do Programa de Garantia e Aprimoramento da Qualidade em Saúde, que posteriormente deu lugar a Organização Nacional de Acreditação – ONA, fundada em 1998, com manuais de referência na área.

    O processo de acreditação hospitalar é pautado na avaliação de padrões de referência e indicadores já previamente definidos, a citar estruturas, processos e resultados dentro dos serviços de saúde.

    O processo avaliativo pode causar num primeiro momento um certo receio quanto às críticas que este traz consigo; entretanto, são premissas necessárias para o melhoramento de serviços, de pessoas ou processos de trabalho

    É importante ressaltar que independente de qualquer processo avaliativo, a busca pela qualidade e excelência em qualquer área deve estar intrínseco nas atividades diárias de cada profissional de saúde, considerando que trabalhamos com vidas. Assim, profissionais, gestores, pacientes e familiares se beneficiam de um serviço a qual prima a qualidade.

     

    O que é a Gestão da Qualidade

    Dentro deste contexto de acreditação hospitalar, a gestão da qualidade resulta da interação de diversos fatores relacionados à estrutura organizacional e ao processo gerencial, focando o cliente no centro das atenções, com as instituições medindo esforços para satisfazer às suas necessidades e expectativas.

    A questão da qualidade deve estar incutida na cultura organizacional, trazendo um diferencial no que condiz a notoriedade da instituição perante seus clientes, fatos importantes quando pensamos em gestão e assistência em saúde.

    Diante disso, os hospitais hoje apresentam novos perfis de gestão, com posturas empreendedoras, com incentivo público ou privado.  Nesta tendência, para garantir eficiência, a organização hospitalar deve possuir como pontos fortes e diferenciais a qualidade dos seus serviços em saúde.

    Referências:

    LEMOS, V.M.F; ROCHA, M.H.P. A gestão das organizações hospitalares e suas complexidades. Anais VII Congresso Nacional de Excelência em Gestão 2011.

    MANZO, B.F; BRITO, M.J.M; CORREA, A.R. Implicações do processo de Acreditação Hospitalar no cotidiano de profissionais de saúde. Revista Escola de Enfermagem USP.

    MATEUS, V. M. J. Gestão da qualidade: avaliação do processo de acreditação do

    Hospital Divina Providência. Dissertação de mestrado

    SIMAN, A.G; BRITO, M.J.M; CARRASCO, M.E.L. Participação do enfermeiro gerente no processo de acreditação hospitalar. Revista Gaúcha de Enfermagem.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.